sakarya escort sakarya escort serdivan escort webmaster forum
sakarya escort adapazarı escort sakarya escort bayan escort sakarya nevşehir escort
serdivan escort hendek escort ferizli escort serdivan escort geyve escort akyazı escort karasu escort sapanca escort serdivan escort
You are currently viewing História da Informática: a evolução que não para

História da Informática: a evolução que não para

Já pensou em fazer uma graduação na área da informática? O primeiro passo é entender a importância da tecnologia para a sociedade. Há algumas décadas, ninguém imaginava que um aparelho de bolso poderia facilitar tanto a nossa vida. Hoje em dia, carregamos os contatos, o banco, o mercado, o trabalho, a escola, o planejamento e tantas outras coisas dentro de um smartphone.

No entanto, nada surge do nada. A sociedade passa por processos de transformação e evolução, assim, de acordo com a necessidade de cada época, novas invenções surgem e outras desaparecem. 

Para entendermos a tecnologia moderna e sua influência social, precisamos retornar aos primórdios da sua criação. Aproveite para saber mais sobre a sua área de interesse e ficar antenado com o mundo digital. A seguir, confira a extraordinária história da informática!

 

O primeiro protótipo de computador

A história da informática é mais antiga do que poderíamos imaginar. Em 3.000 a.C., os babilônios criaram uma estrutura de madeira com anéis, chamada Abacus, para ajudar a calcular as vendas. Pois é, as primeiras tecnologias estavam relacionadas com os cálculos matemáticos que até hoje ressoam no meio digital, por exemplo, a palavra ‘computador’ tem origem no latim computare – aquele que computa; computar; calcular.

Depois disso, novas tecnologias surgiram somente no século XIV, com os relógios mecânicos na Europa. 

 

As primeiras máquinas tecnológicas

Em 1642, o filósofo, matemático e físico francês Blaise Pascal inventou a primeira calculadora mecânica, conhecida como La Pascaline. Essa  realizava cálculos de adição e subtração.

George Boole (1815 – 1864) é outro nome importante para o avanço tecnológico. Ele foi um dos fundadores da lógica matemática – estudo que, posteriormente, estruturou os circuitos eletrônicos e a arquitetura dos computadores.

No século XIX, o matemático Charles Babbage criou a máquina analítica, conhecida como o primeiro modelo programável. No entanto, sua criação ficou apenas no papel. Em 1842, Ada Lovelace criou o conceito do primeiro algoritmo programável.

 

Em 1889, Herman Hollerith e Joseph-Marie Jacquard desenvolveram cartões perfurados que guardavam informações e comandos nas máquinas. Posteriormente, essa tecnologia foi inspiração para a criação da memória utilizada nos computadores modernos.

Com a Segunda Guerra Mundial, a informática se tornou o objeto de desejo de todos os países envolvidos no conflito, pois, por meio das máquinas, o exército conseguia computar estratégias e descriptografar mensagens dos inimigos em uma velocidade que transpassa a capacidade humana. Desse modo, houve um grande avanço tecnológico no cenário de guerra. Conheça alguns modelos que marcaram a 1ª geração de computadores.

 

Os computadores da Segunda Guerra Mundial

Os modelos de Zuze: única criação sobrevivente da guerra.

Z1 – criado pelo alemão Konrad Zuze entre 1935 e 1938;

Z2 – refinado em 1939;

Z3 – refinado em 1941.

 

Computador Bombe (1941)

Criado pelos ingleses Harold Keen e Alan Turing.

Objetivo: descriptografar mensagens nazistas.

 

 

Computador Mark I (1944)

O Mark I foi projetado em Harvard no ano de 1944 para fazer operações matemáticas complicadas.

Após a Segunda Guerra Mundial, ele foi remodelado (versão Mark II) e ficou mais ágil.

 

 

EINIAC (1943 – 1945)

O Electronic Numerical Integrator and Computer ou ENIAC foi construído por  John Mauchly e J. Presper Eckert entre 1943 e 1945.

É o computador mais rápido da sua época.

 

 

Geração e evolução

2ª geração de computadores (1959-1965)

É na 2ª geração que os computadores começam a ganhar uso comercial.

Ainda com dimensões enormes, esses funcionavam por meio de transistores.

Em 1962, Steve Russell liderou uma equipe de programadores e criou o primeiro videogame para computador, o SpaceWar.

 

3ª geração de computadores (1965 – 1975)

Na 3ª geração, os computadores ganharam uma dimensão menor e uma maior capacidade de processamento.

Também foram criados os chips e os computadores pessoais.

Em 1969, com a missão Apollo 11 (que enviou a primeira nave tripulada para pousar na lua), a informática ganhou destaque e a engenharia de software foi popularizada.

 

 

4ª geração de computadores (1975 – atualmente)

Ocorre a expansão dos computadores pessoais e, com a virada do milênio, surgem os smartphones, tablets, ipad, internet móvel.

Atualmente, a informática passa por um processo de evolução acelerada. É possível acompanhar em meses e dias o surgimento de novas tecnologias.

Alguns estudiosos já falam em 5ª geração de computadores para se referir a evolução da robótica e da tecnologia multimídia.

 

E aí, curtiu conhecer um pouco sobre a história da informática? Essa é uma área que só tende a evoluir e cada dia mais fazer parte do nosso cotidiano. Por isso, precisamos defender a democratização da tecnologia, isto é, o acesso e a difusão do conhecimento como direito de todos os cidadãos.

 

Cursos de graduação para quem gosta de informática

Na UniFCV, os cursos de graduação na área da informática contam com professores mestres e doutores capacitados para oferecer a melhor formação. Prezamos por uma educação jovem para jovens transformarem o mundo. Acompanhamos as tendências do mercado e o dinamismo do mundo digital para que nossos alunos sempre tenham acesso ao conhecimento atualizado.

Separamos uma lista de cursos para quem é apaixonado por informática. Clique, confira, escolha aquele que melhor se encaixa no seu perfil e venha estudar na UniFCV:

 

Caso ainda tenha dúvidas se a área de informática realmente combina com você, não tem problema! Faça o nosso teste vocacional e descubra qual curso é compatível com seu perfil.

Suélen Dominguês

Formada em Letras Português / Inglês. Mestre em Literatura. Professora. Redatora. Revisora. Escritora.