sakarya escort sakarya escort serdivan escort webmaster forum
sakarya escort adapazarı escort sakarya escort bayan escort sakarya nevşehir escort
serdivan escort hendek escort ferizli escort serdivan escort geyve escort akyazı escort karasu escort sapanca escort serdivan escort
You are currently viewing 5 Passos para ter Educação Financeira ainda na faculdade

5 Passos para ter Educação Financeira ainda na faculdade

A vida de universitário é passar a graduação contando as moedinhas para pagar o xerox e comprar o cafezinho na cantina, não é mesmo? Com tantos gastos e o início da vida adulta, fica difícil economizar. Mas isso acontece por falta de Educação Financeira.

Para te ajudar a poupar ainda na faculdade, selecionamos as melhores estratégias de Educação Financeira. Confira e se prepare para engordar a poupança!

O que é Educação Financeira?

Por muito tempo, a Educação Financeira esteve ausente da cultura brasileira. Atualmente, o Ministério da Educação discute projetos de lei para que as escolas públicas ensinem sobre finanças desde a Educação Infantil.

Fato é que não aprendemos a administrar o nosso dinheiro. Como consequência, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 65,3% da população brasileira estava endividada em 2020.

Para evitar fechar o ano sempre no vermelho e ainda conseguir economizar, precisamos mudar os nossos hábitos de consumo. É aí que entra a Educação Financeira. Mas o que realmente isso quer dizer?

A Educação Financeira vai muito além de saber economizar. Ela consiste em práticas cotidianas que visam a qualidade de vida tanto para o presente quanto para o futuro. Não se trata apenas de valores monetários, além de cortar gastos desnecessários e investir o dinheiro em algo que proporciona retorno, também envolve fatores emocionais, sociais e culturais. 

Antes de adquirir um determinado produto, devemos ter em mente algumas questões:

  • eu realmente preciso disso?
  • faço compras por impulso?
  • é necessidade ou ansiedade?
  • controlo meu dinheiro ou o dinheiro controla minhas escolhas?
  • tenho dívidas?

O primeiro passo rumo à Educação Financeira é você assumir o controle do dinheiro – o que muitos universitários têm dificuldade. No entanto, com as dicas que preparamos, economizar será moleza. Confira!

Cadê o dinheiro que estava aqui?

Às vezes, parece que o salário esquece que o mês tem 30 dias. O dinheiro cai na conta bancária e toma chá de sumiço. Mas quer saber a verdade? O salário não esquece nada, quem não se planejou direito foi você. Chegou o momento de dizer adeus aos problemas e conquistar sua independência financeira com 5 passos infalíveis:

1. Priorize o planejamento

Não deixe para pensar no seu futuro somente quando a graduação acabar. O que você deseja fazer depois da formatura? Seja uma viagem, uma especialização, cursos, mudanças, tudo exige economia. Ter uma projeção dos seus planos é uma ótima motivação para alcançar disciplina no gerenciamento do seu dinheiro.

Coloque na ponta da caneta todos os seus gastos e todos os seus ganhos. Se não consegue se controlar com o cartão de crédito, que tal usar somente o débito? Leve em consideração as despesas fixas: mensalidade da faculdade, aluguel, alimentação, entre outras; e as despesas variáveis: gastos com livros, remédios, lazer, roupas, entre outras. 

Comece o seu planejamento! Pode ser em um caderninho, em uma planilha do Excel, em um aplicativo financeiro ou como achar melhor. O suporte não importa, o importante é planejar e gastar conscientemente.

2. Corte os gastos supérfluos

Xô, mordomia! A conversa agora é sobre responsabilidade financeira. Antes de fazer a compra do mês, compare os preços dos produtos em vários supermercados. 

Se você usa transporte próprio para ir trabalhar ou estudar, que tal trocar o carro por uma bicicleta? Você economiza em combustível e ainda pratica exercício físico.

Evite o desperdício! Não deixe luzes acesas sem necessidade. Abra a janela e desligue o ar-condicionado. Escove os dentes com a torneira fechada. Não peça comida por aplicativo todos os dias. Aprender a cozinhar, além de te ajudar a poupar, contribui para o seu bem-estar.

Com responsabilidade financeira, você evita as dívidas, os juros e consegue economizar!

3. Avalie o momento atual

Antes de assumir responsabilidades financeiras, avalie o seu momento atual. Trocar de celular é uma necessidade ou um querer? Cuidado com as armadilhas do consumismo.

Com atualizações anuais, a vida útil de um smartphone está cada vez mais curta. Não deixe a última geração de um aparelho tecnológico definir o seu status social. A hora certa para comprar um novo celular tem muito mais a ver com o seu momento atual financeiro do que com os lançamentos.

O mesmo vale para os jovens que anseiam ter um automóvel. Tenha em mente que os gastos vão muito além das prestações do financiamento: há combustível, reparos, IPVA, seguro, entre outros. Avalie seu planejamento e veja se durante a faculdade é o melhor momento para comprar um carro.

Se a independência financeira faz parte dos seus sonhos, cautela precisa ser a sua palavra de ordem.

4. Abra uma poupança

O que você faz quando tem uma renda extra? Na cultura do imediatismo, tudo o que importa é o agora. Os jovens tendem a relacionar felicidade com aquisição, por isso, quando sobra uma grana no final do mês, raramente, ela vai parar em uma poupança.

Você não precisa abrir mão do lazer, tampouco sacrificar as suas vontades. Momentos saudáveis com os amigos e atividades culturais são essenciais para sua saúde mental. No entanto, que tal conhecer os programas culturais da sua faculdade ou da sua cidade? Além disso, sempre que possível usufrua do desconto estudantil com a carteirinha de estudante.

Olhe para a sua renda extra com atenção e intenção. Lembre-se que o momento passa e o futuro sempre chega. Por isso, ao invés de gastar toda sua economia em uma noite, pesquise sobre bancos, vários deles oferecem programas diferenciados para universitários. Por fim, escolha aquele que melhor se encaixa com o seu perfil e crie o hábito de alimentar uma poupança.

5. A Educação Financeira precisa andar sempre com você

A cultura do consumismo não será quebrada da noite para o dia. Sem dúvida, é um processo de reeducação financeira. Procure ler, ouvir e conversar com pessoas que conseguiram administrar suas economias.

Use a tecnologia a seu favor. Há vários sites, blogs e canais no youtube que oferecem conteúdos sobre finanças, planejamento, investimento e créditos. Quando a Educação Financeira faz parte das suas prioridades, você consegue focar em outros objetivos e, consequentemente, conquista qualidade de vida.

E aí, gostou das dicas? Agora é com você! Pratique sem medo e compartilhe com seus amigos. Juntos, conseguiremos construir uma sociedade mais consciente.

A finança está no seu DNA

Se você é universitário, ama finanças, estratégias, economia e quer ajudar outras pessoas a conquistar a independência financeira, invista em um curso de extensão.

Na UniFCV, contamos com cursos de extensão nas mais diversas áreas do conhecimento para você se atualizar. Além disso, todos os cursos são certificados e podem ser usados como Atividades Complementares. Acesse e confira todas as possibilidades:

Suélen Dominguês

Formada em Letras Português / Inglês. Mestre em Literatura. Professora. Redatora. Revisora. Escritora.